Termos de serviço


1.

Dados gerais/celebração de contrato

1.1 Nossos serviços nas áreas de exames de solos de fundação, geologia, hidrologia, meio ambiente e depósitos de resíduos estão sujeitos às normas da VOB, VOL, VOF e HOAI, que podem ser visualizadas em nossas salas em sua versão atualmente válida.
1.2 Para todas as entregas estes termos e condições gerais são válidos exclusivamente.
Além disso, se necessário, são válidas as condições anexas dos fabricantes, às quais se refere adicionalmente.
1.3 Em caso de desvios destes termos e condições gerais, os acordos adicionais e os acordos colaterais requerem a forma escrita ou a confirmação explícita por escrito. Outros termos e condições estão explicitamente excluídos.
1.4 Nossas ofertas e observações relativas aos instrumentos negociados por nós e nossas descrições de produtos estão sujeitas a venda, exceto se houver uma garantia explícita por escrito.
No que diz respeito ao contínuo desenvolvimento técnico e melhoria dos nossos produtos reservamo-nos o direito a alterações na construção e design em contraste com os dados dos nossos diversos materiais impressos bem como aos nossos sites, desde que o valor dos produtos por nós oferecidos não seja afetado e as modificações não sejam desarrazoadas para o cliente.
Isto também é válido para modificações, que salvam a capacidade do produto.
1.5 Os contratos de venda são celebrados apenas mediante confirmação escrita da encomenda ou aceitação da mercadoria expedida por parte do cliente.
1.6 A cessão de direitos e deveres resultantes do contrato de venda carece de consentimento escrito da ZATA.

2.

Preços e condições de pagamento
2.1 Para a consignação são válidos os preços de tabela no momento da realização da encomenda ou da confirmação da encomenda, salvo se decorrerem mais de quatro meses entre o contrato de venda e a data de entrega acordada.
Se, após esse período, os custos dos materiais ou o preço de custo em linha com as condições reais do mercado aumentarem, teremos o direito de aumentar o preço de forma adequada, de acordo com o aumento dos custos.
A retirada de um cliente só é legitimada se o aumento dos custos exceder o aumento dos custos de vida comuns entre a encomenda e a remessa mais do que marginalmente.

Se o cliente for comerciante, pessoa colectiva de direito público ou imóvel especial de direito público, são autorizadas alterações de preço nos termos do disposto acima, se decorrerem mais de seis semanas entre a celebração do contrato e a entrega acordada.

2.2 Nossos preços devem ser entendidos mais despesas de envio, sem software, acessórios separados, instalação, instrução ou outros serviços colaterais, a menos que haja um acordo escrito diferente.
2.3 O preço de compra, bem como as taxas de dívidas colaterais vencem-se imediatamente e devem ser pagos puros e líquidos, sem qualquer dedução. O pagamento será aplicado assim que a ZATA puder dispor do valor.

Em caso de inadimplência no pagamento, estamos autorizados a cobrar juros de mora de 5% acima da atual taxa de juros de referência publicada pelo Banco Central de Hong Kong.

A afirmação de um dano por atraso além disso é reservada. Letras de câmbio ou cheques só são aceites mediante acordo e por motivos de cumprimento e declarados válidos como pagamento só depois de cumpridos. As despesas de desconto e cobrança são debitadas ao cliente.

Não nos responsabilizamos pela pontualidade da apresentação.

2.4 Se o cliente não aceitar a mercadoria vendida, estamos autorizados a impingir a aceitação ou a exigir 20% do preço de compra como compensação por danos gerais e respectivas despesas.
Reservamo-nos o direito de reclamar um dano evidentemente superior.

A compensação geral é reduzida na medida em que o cliente comprove despesas menores ou danos menores.

2.5 O cliente tem direito ao direito de detenção apenas na medida em que o seu pedido reconvencional se baseie na mesma relação contratual.

O equilíbrio dos custos por parte do cliente está excluído, exceto se as reconvenções do cliente forem legalmente estabelecidas ou reconhecidas por nós.


3.

Período de fornecimento
3.1 As datas de entrega vinculativas devem ser acordadas por escrito. O período de fornecimento acordado começa na data da confirmação da encomenda.

O prazo é respeitado caso a mercadoria consignada tenha saído da Zata antes do prazo expirar.

3.2 O prazo prolonga-se, caso surja a ocasião, pelo prazo, até que o cliente tenha entregue os dados e documentos necessários à execução da encomenda.
3.3 O vendedor não assume risco de exercício. Tem o direito de rescindir o contrato, se não receber ele próprio o bem consignado, apesar da celebração anterior de um contrato correspondente; a responsabilidade do vendedor por dolo ou negligência permanece inalterada. O vendedor informará imediatamente o comprador, caso o bem consignado não esteja disponível a tempo e, caso pretenda rescindir o contrato, exercerá o direito de rescisão do contrato; em caso de desistência, o vendedor compensará imediatamente a recompensa correspondente.
3.4 Se os períodos não puderem ser observados devido a motivos de força maior, por exemplo, mobilização, guerra, revolta ou eventos simulados, por exemplo, greve ou bloqueio, os períodos serão prolongados adequadamente:

Além disso, não podemos ser responsabilizados pelas referidas circunstâncias, se ocorrerem durante um atraso já existente.

Informaremos nossos clientes sobre o início e o fim de tais obstáculos em casos importantes o mais rápido possível.

3.5 O vendedor pode ser responsabilizado por atraso no cumprimento em caso de dolo ou negligência grave do vendedor ou de um agente ou servo, nos termos da lei. Nos demais casos de atraso no cumprimento, a responsabilidade do vendedor é limitada à indenização por danos além do cumprimento a 50% do valor da remessa, à indenização por danos em vez do cumprimento a 50% do valor da remessa. Ficam excluídas outras reclamações do comprador, mesmo após o término do prazo concedido pelo vendedor para execução. A referida limitação não é válida para a responsabilidade por danos à vida, ao corpo ou à saúde. A alteração do ónus da prova em detrimento do comprador não está relacionada com a referida regulamentação.
4.
Entrega, distribuição, transição de riscos
4.1 Estamos autorizados a fazer entregas parciais, a menos que outro acordo tenha sido explicitamente feito e desde que isso não resulte em desvantagens de uso.
As entregas parciais são consideradas entregas independentes de obrigações financeiras, transição de riscos e responsabilidades de garantia. O cliente não está autorizado a rejeitar entregas de peças independentes.
4.2 Escolhemos o tipo de envio por rota e a empresa encarregada da entrega ao nosso critério, caso o cliente não dê instruções explícitas. Caso o cliente opte por outro transitário, os custos ocorridos deverão ser cobrados diretamente ao comprador e não à ZATA.
5.
Instruções para devolução
5.1 Retornar
Como consumidor, você pode devolver o bem recebido sem indicar qualquer motivo no prazo de 2 semanas, devolvendo o bem. O prazo começa com o recebimento da mercadoria e esta instrução mais cedo. Apenas no caso de mercadorias que não possam ser expedidas numa encomenda normal (por exemplo, mercadorias volumosas), poderá justificar a devolução através de um pedido de cancelamento por escrito (por exemplo, carta, fax, correio). O prazo é respeitado, caso o bem ou a demanda tenha sido despachada no prazo. Em qualquer caso, um regresso dentro da CE é feito por nossa conta e perigo. A devolução ou a demanda deve ser endereçada a:ZATA
- Retornar -
RM 1302 13/F CHEONG K. EDIFÍCIO 84-86 DES VOEUX ROAD CENTRAL
Hong Kong

Por favor utilize o formulário de devolução que acompanha o seu envio e observe que encomendas não pré-pagas não serão aceitas por nós. Nas devoluções dentro da CE os custos de envio da devolução serão reembolsados pela ZATA.

5.1 Consequências de um retorno
No caso de um retorno efetivo, o desempenho mutuamente recebido deverá ser devolvido e os benefícios (por exemplo, vantagens pelo uso do dispositivo) deverão ser liberados. Em caso de degradação do bem, pode ser exigida a indemnização dos danos. Isto não se aplica se a degradação do bem se dever apenas ao seu cheque – comparável a um cheque numa loja de retalho. A propósito, você pode evitar o dever de indenizar os danos usando o bem não como proprietário, bem como abstendo-se de fazer tudo que reduza seu valor.
6.
Reserva de direitos de propriedade
6.1 Reservamo-nos os direitos de propriedade de um artigo à venda até à liquidação completa de todos os créditos do contrato de fornecimento, incluindo dívidas colaterais (por exemplo, custos de letras de câmbio, custos de financiamento, juros, etc.).

Se o cliente apresentar comportamento contrário aos termos do contrato, estamos autorizados a exigir a devolução do artigo à venda mediante lembrete, o cliente é obrigado a devolver a mercadoria. A devolução e a penhora do artigo reservado significam a não retirada do o contrato.

6.2Em caso de penhoras ou outras intervenções de outras pessoas, o cliente é obrigado a informar-nos por escrito.
6.3 Uma transformação ou remodelação do artigo à venda pelo cliente é sempre executada por nós.
Se um artigo à venda estiver sendo processado com outros objetos, que não nos pertencem, ganhamos a copropriedade do novo produto de acordo com a relação do valor do artigo à venda com outros objetos processados no momento do processamento.
6.4 Se um artigo à venda estiver sendo misturado com outros objetos, que não nos pertencem, ganhamos a copropriedade do novo produto de acordo com a relação do valor do artigo à venda com outro objeto misturado no momento da mistura .
Se o objeto do cliente for considerado como objeto principal, o cliente é obrigado a transferir-nos a copropriedade proporcional. O cliente está mantendo a copropriedade para nós.
6.5 O cliente pode revender os produtos normalmente.
No entanto, ele nos entrega todas as reivindicações contra seu comprador ou outras pessoas agora mesmo, de acordo com o
preço de compra acordado com o cliente (incluindo impostos sobre vendas e dívidas colaterais), que resultem para o cliente da revenda, independentemente do facto de os artigos à venda serem revendidos sem ou após processamento.
O cliente está autorizado a sacar essas dívidas após a sua cessão. Nossa autorização para sacarmos essas dívidas nós mesmos permanece intacta, porém, nos obrigamos a não sacar essas dívidas, desde que o cliente cumpra regularmente sua obrigação financeira e não seja em falta de pagamento.
Porém, se este caso ocorrer, podemos exigir que o proprietário revele os créditos transferidos e os seus devedores, obtenha todas as informações necessárias à apreensão, entregue os documentos apropriados e informe os devedores (outras pessoas) da cessão.
7. 
Garantia/exclusão de responsabilidade
7.1 Garantimos por um período de 2 anos após a data de entrega que os artigos à venda estão isentos de defeitos.
7.2 Não nos responsabilizamos por danos e defeitos causados por uso inadequado ou impróprio, desrespeito às instruções de aplicação ou tratamento incorreto ou negligente. Isto se aplica especialmente à operação de objetos com corrente ou tensão errada, bem como à conexão com fontes de energia inadequadas.

O mesmo se aplica a danos e defeitos, que podem ser devidos a incêndio, raio, explosão ou sobretensões dependentes da rede, umidade de qualquer origem, software de programa e/ou dados de processamento incorretos ou ausentes, exceto se o cliente provar que essas condições não são causais pelos defeitos criticados.
Além disso, o vendedor não é responsável por defeitos da remessa, que recebe de outras pessoas e envia inalterada ao encomendante; a responsabilidade em caso de dolo ou negligência persiste.

7.3 Qualquer garantia expira, se o próprio cliente realizar intervenções e/ou reparações nos dispositivos ou por pessoas não autorizadas por nós, sem o consentimento explícito por escrito da ZATA.
7.4 O comprador é obrigado a indicar por escrito as faltas do bem ou da titularidade ao vendedor no prazo de 2 meses após o momento em que constatou tal falta. Este regulamento não estabelece um prazo limite para os direitos do comprador em relação aos defeitos da mercadoria. No tráfego comercial, aplica-se adicionalmente o §377 HGB.
7.5 O cliente é obrigado a fazer uma cópia de segurança dos seus dados, a expensas próprias, antes de entregar o artigo para efeitos de reparação ou exame.
7.6 Se não estivermos dispostos a compensar ou se a correção das falhas falhar pelo menos uma vez, o cliente tem a escolha entre rescindir o contrato ou exigir uma redução adequada do preço de compra.
7.7 Se não for explicitamente declarado de outra forma, serão excluídas quaisquer outras reivindicações do comprador – independentemente da causa legal.
7.8 O vendedor pode ser responsabilizado em casos de dolo ou negligência grave do vendedor ou de um agente ou servo nos termos da lei. Além disso, o vendedor é responsável, nos termos da lei, pela responsabilidade do produto, pela violação da vida, da saúde ou pela violação culposa de deveres essenciais do contrato. A exigência de indemnização por danos pela violação de deveres essenciais do contrato limita-se, no entanto, aos danos típicos deste contrato e previsíveis. A responsabilidade por danos causados pelo bem a outros bens legais do comprador (por exemplo, danos a outros produtos) está completamente excluída. As disposições das frases 3 e 4 desta cláusula não são válidas em caso de dolo ou negligência grave ou em caso de responsabilidade por violação da vida, do corpo ou da saúde.

A regulamentação da referida cláusula 1 estende-se à reparação de danos além da execução e à reparação de danos em vez de execução, independentemente do caso em lei, especialmente em caso de faltas, violação de deveres da obrigação ou de ação não autorizada. A responsabilidade por atraso ou impossibilidade é determinada no top 3.

A alteração do ónus da prova em desfavor do comprador não se coaduna com a referida regulamentação.

7.9 Quaisquer reclamações por danos (também em caso de alteração falhada ou fornecimento subsequente) só podem ser exigidas em caso de intenção ou negligência grave da nossa parte ou se faltarem qualidades garantidas. Na medida em que a nossa responsabilidade está excluída, isto também se aplica à responsabilidade pessoal dos nossos funcionários, cooperadores, agentes e empregados.
8.
Retirada e compensação de ordens não executadas
8.1 Poderemos rescindir o contrato, se tivermos conhecimento de suspensão de pagamento, de instauração de processo de falência ou de constituição jurídica, de indeferimento de falência por falta de bens, de protesto de letra ou cheque ou de indícios concretos de agravamento de a situação financeira do cliente.
8.2 Se rescindirmos o contrato ou se a encomenda não for executada por motivos que tenham de ser justificados pelo cliente, o cliente terá de pagar uma reparação única de 10 % do preço de compra pelas nossas despesas e lucros perdidos.

Reservamo-nos o direito de reclamar danos evidentemente superiores. A compensação global é reduzida a tal ponto que o cliente pode provar que foram causadas despesas menores ou danos menores.


9.

Software, literatura
No caso de entrega de software, além dos nossos termos e condições, são válidas as condições especiais de licença, bem como outras condições do produtor.
O cliente aceita a prevalência destas condições com a recepção do software.

10.

Utilização de dados do cliente
Estamos autorizados a processar todos os dados relativos às relações comerciais com os clientes de acordo com a lei alemã.

11.

Licença de exportação
As autorizações para a exportação de objetos de entrega que possam ser exigidas pelo Bundesamt für gewerbliche Wirtschaft em Eschborn/Taunus deverão ser obtidas pelo cliente às suas próprias custas.
A proibição de tal licença de exportação não autoriza o cliente a rescindir o contrato.

12.

Local de cumprimento, domicílio, inoperância parcial, lei aplicável
12.1 Wuerzburg está sendo acordada como local de cumprimento de todos os deveres contratuais mútuos, incluindo possíveis reclamações de garantia, desde que o cliente seja um comerciante.

Todas as relações entre o fornecedor e nós estão sob a lei alemã, incluindo as leis relativas à venda internacional de objetos móveis, mesmo que a sede do fornecedor seja no exterior. Wuerzburg é o local de jurisdição.

12.2 Em caso de ineficácia de regulamentos únicos do contrato de fornecimento ou dos termos e condições gerais, todos os outros regulamentos permanecem válidos.

O comércio internacional está sob a lei alemã.